MEU LIVRO - EDITORA CORPOS - PORTUGAL

sábado, 24 de abril de 2010

O Amor e a Noite






O Amor e a Noite


 
 
O Amor estava apaixonado pela Noite.

Quando ela chegava e despia o seu manto,

deixava o Amor mudo de espanto,

ao ver aquela mulher misteriosa,

que tanta beleza irradiava.

Leva-a para o seu leito

e a contemplava com tanto carinho,

que quase a sufocava.

Já não sabia mais o que fazer,

para demonstrar o quanto a amava.

Mesmo assim,

a noite todos os dias ia embora

e deixava o Amor muito amargurado.

Os dois se amavam,

disso ninguém duvidava.

Era um amor tão belo

como nunca houvera outro igual.

O Amor se entregava a essa paixão

que consumia o seu coração.

Quão bela era a Noite,

suspirava o Amor,

quando a Noite chegava e o abraçava,

tonta de emoção.

Falavam de amor,

faziam planos,

dormiam abraçados,

caminhavam lado a lado

e o Amor ficava cada dia

mais apaixonado.

Mas a tristeza não o abandonava.

Quando acordava e não mais

encontrava a Noite ao seu lado,

soluçava amargurado

e sem saber o que fazer,

resolveu permanecer acordado,

para descobrir o que acontecia

com a Noite,

quando o dia amanhecia.

E foi então que descobriu

o mistério que a envolvia.

No travesseiro ao seu lado,

apenas uma estrela solitária,

caída do manto da noite,

quando ela na madrugada

se transformara.



Débora Benvenuti






Postar um comentário