MEU LIVRO - EDITORA CORPOS - PORTUGAL

quarta-feira, 5 de maio de 2010

O OUTRO LADO DA SOLIDÃO




O outro lado da Solidão





A Solidão era uma figura sinistra.

Não se importava

com o que pensassem dela.

Sabia que não era bonita,

mas isso não a impedia

de se aproximar de quem ela

quisesse impressionar.

Muitas vezes sentia medo.

Afinal,

não era diferente

de qualquer outro sentimento,

que habitasse esse planeta.

Não se lembrava onde nascera.

Sempre fora só

e não havia ninguém

que a pudesse ajudar.

Todos a temiam,

quando a viam se aproximar.

E assim, ela não tinha amigos

com quem pudesse conversar.

Mas havia um outro lado

que todos pareciam ignorar.

Solidão também sente medo,

e esse sentimento a fazia hesitar,

quando pensava de alguém se aproximar.

Então subia bem alto num penhasco.

Lá de cima tudo parecia diferente.

Abria as longas asas negras

e se lançava no infinito.

Gritava bem alto e os seus gritos

ecoavam no silêncio.

Sentia a brisa a

enxugar-lhe as lágrimas,

que escorriam livremente,

caindo em gotas,

tristemente...



Débora Benvenuti


Postar um comentário