MEU LIVRO - EDITORA CORPOS - PORTUGAL

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

A Dúvida



A Dúvida




A Dúvida não conseguia dormir sossegada. Todas as noites acontecia a mesma coisa. Depois das atividades do dia, ela se acomodava no sofá, ligava a tv, escolhia um bom filme e se recostava em uma almofada para relaxar. Mas isso não a deixava sossegada. Ficava sempre na dúvida se não havia esquecido de fazer alguma coisa. E quando isso acontecia,
a Interrogação aparecia e tecia comentários que faziam a Dúvida ficar em dúvida.
- Você não está esquecendo nada, perguntava a Interrogação, só para ver se a Dúvida ficava curiosa.
- De que posso ter-me esquecido? Perguntava a Dúvida, erguendo uma sobrancelha, já pensando no que diria a amiga, ao ver que ela ficava em dúvida.
- Percebi que hoje você não fechou as persianas da janela do quarto...
- Fechei sim ou será que não?
- Está chovendo...vai entrar água pela janela...
- Mas eu tenho certeza de que fechei...ou será que não...?
Lá saia a Dúvida correndo para ver se havia fechado a janela...
Todos os dias ela revisava mentalmente tudo o que havia feito,mas acabava sempre esquecendo alguma coisa. Pensou em algo que pudesse fazer para não precisar mais ficar na dúvida. Depois de muito pensar, encontrou uma solução que acreditou ser razoável. Anotou em uma agenda de bolso as coisas que fazia todos os dias. Sempre que ia sair, verificava tudo cuidadosamente e ia marcando com um “x” tudo o que precisava ser feito. É claro que dava trabalho, mas era só uma questão de hábito. Assim, nunca mais ficaria na dúvida e a Interrogação não mais a importunaria...


Débora Benvenuti
Postar um comentário