MEU LIVRO - EDITORA CORPOS - PORTUGAL

sábado, 20 de agosto de 2011

A Esperança e o Sonho




A Esperança e o Sonho


A Esperança estava cansada de esperar pelo Sonho. Quando enfim ele pode ser sonhado, a Esperança ficou cheia de expectativas. O Sonho se aproximou da Esperança e ela suavemente falou aos seus ouvidos, esperando com isso desperta-lo do longo tempo em que o Sonho esperou ser sonhado. Mas este era um Sonho que havia ficado perdido no tempo e com o tempo, havia adormecido e por mais que a Esperança tentasse desperta-lo, ele não demonstrava nenhum sinal de que pudesse ser despertado. Quando o telefone tocou, o Sonho acordou e mesmo depois de desperto, esqueceu que era Sonho e não mais pode ser sonhado. A Esperança então percebeu que o Sonho, depois de algum tempo, não mais pode ser sonhado, porque perde a essência que um dia o tornara um Sonho e passa a ser apenas uma lembrança esquecida no fundo do baú.

Débora Benvenuti
Postar um comentário