MEU LIVRO - EDITORA CORPOS - PORTUGAL

quarta-feira, 30 de julho de 2014

No Vale da Decisão






Andando pela estrada,
um coração cansado,
encontrou-se em um vale encantado.
Percebendo estar sendo observado,
o coração sentiu-se incomodado.
Olhou para todos os lados,
mas não conseguiu descobrir
o que o fazia ficar tão desconfiado.
Foi então que ouviu uma voz que murmurava algo
que o deixou ainda mais admirado,
pois a voz evocava o seu passado.
Como num passe de mágica,
o coração se sentiu no tempo deslocado.
Viajou por muitos lugares,
reviveu amores esquecidos,
realizou todos os sonhos merecidos
e quando se julgou realizado,
retornou ao vale encantado
e percebeu que teria que tomar
uma difícil decisão:
- Continuar como vivera até então
ou dar asas a sua imaginação,
viver como sonhara o seu coração.
Esta seria a mais difícil decisão que precisaria tomar,
com resignação.
Qualquer que fosse a sua escolha,
assim viveria para sempre,
sem jamais voltar atrás na sua decisão.
O coração sentiu-se então tão diminuído naquele vale perdido,
que resolveu viver para sempre no vale encantado,
sonhar acordado,
viver enrolado no seu mais eterno conflito,
sufocar o grito e jamais acordar
do seu sonho aflito!




Débora Benvenuti
Postar um comentário